09.08.2019 / Business / por

Em mais uma tacada, Farfetch compra grupo de streetwear dono da Off-White por US$ 675 milhões

Ação da Farfetch na Bolsa de Valores em Nova York / Reprodução
Ação da Farfetch na Bolsa de Valores em Nova York / Reprodução

A Farfetch acaba de anunciar a compra total do New Guards Group (NGG), empresa que licencia, produz e distribui marcas de streetwear como Off-White, Heron Preston e Palm Angels, pela quantia de US$ 675 milhões. O movimento é parte da estratégia da empresa de se tornar um marketplace moderno, multifacetado e conectado, totalmente apoiado em tecnologia e data.

Virgil Abloh soltou um comunicado sobre o que essa negociação significa para o futuro dae sua marca: “A Off-White LLC, controlada por Virgil Abloh, é proprietária da marca, e a NGG é nossa licenciada exclusiva com um contrato multianual.  A transação do New Guards Group com a Farfetch não afetará as operações diárias da Off-White, pois a equipe do New Guards Group se tornará parte da Farfetch. Estamos ansiosos para trabalhar juntos”. 

A Farfetch acredita que pode reforçar o portfólio do New Guards Group por meio de seu modelo “atacado conectado”, pelo qual ele pode acessar dados de oferta e demanda em tempo quase real para permitir um ciclo de produção mais rápido e que minimiza o estoque. As marcas do NGG também ganharão uma presença proeminente no marketplace além de terem seus e-commerces próprios também controlados e operados pela Farfetch.

“A aquisição da New Guards traz uma dimensão criativa e industrial ao nosso conjunto de capacidades que, combinadas com nossa comunidade de mais de 650 boutiques, nos permite alimentar e promover novos criativos existentes na indústria de luxo para construir as marcas do futuro”, diz o fundador da Farfetch José Neves em um comunicado enviado ao FFW.  “E essas marcas do futuro terão três elementos principais: primeiro, um tastemaker criativo capaz de alavancar canais digitais para envolver uma comunidade global; segundo, o melhor design, planejamento e produção que há; e terceiro, distribuição online global direta ao consumidor, complementada por uma presença atacadista conectada às boutiques mais prestigiadas. Acredito que esta nova dimensão da nossa estratégia se expande e avança a nossa visão de ser uma plataforma global de luxo, a serviço de criadores, curadores e consumidores, unidos pelo amor à moda”.

José Neves, fundador da Farfetch / Reprodução
José Neves, fundador da Farfetch / Reprodução

Davide de Giglio, co-fundador e CEO da New Guards Group, disse: “Nós começamos o grupo porque tínhamos uma visão para construir uma plataforma que pudesse apoiar o melhor talento criativo do mundo e construir marcas icônicas. Os visionários criativos precisam ser capacitados com os melhores estúdios de design, capacidades industriais e canais de distribuição global. A Farfetch tem a tecnologia, a expertise e a visão para levar nossos negócios ao próximo nível”.

Nos últimos anos, a Farfetch também adquiriu a Browns e a plataforma chinesa JD.com, além de criar joint ventures com outros marketplaces, como a Dover Street Market. Com o nome Farfetch Curates – Dover Street Market Jewellery Edit, a plataforma lançada no ano passado reúne a expertise da DSM em alta joalheria com o alcance global da Farfetch e seus milhões de consumidores cadastrados.

Logo após a aquisição do NGG, os preços das ações da Farfetch caíram 40%. Não dá para saber ainda se é porque investidores levaram em conta os resultados do segundo trimestre, que mostram que a Farfetch ainda não teve lucro, apesar de seu crescimento. No ano passado, ela debutou na Bolsa de Valores de Nova York e viu suas ações subirem mais de 50% nas primeiras horas de negociação. A startup de e-commerce de luxo foi então avaliada em mais de US$ 8 bilhões. 

Fundada em 2008 pelo português José Neves, a Farfetch foi criada como uma plataforma que conectava 700 marcas de ponta a consumidores do mundo inteiro, enviando para 200 países. Hoje, conta com mais de dois milhões de clientes e uma relação cada vez mais próxima com grifes de luxo espalhadas pelo mundo. Sob o comando de Neves, a Farfetch está mostrando que as barreiras entre físico e online realmente não existem mais, fazendo essa conexão direta entre lojas de rua e digitais e, a partir de agora, virando criadora de moda e fabricante através do NGG.


Relacionadas


Veja Também

Assine a Newsletter do FFW

Receba semanalmente no
seu e-mail nossos conteúdos
especiais e exclusivos

×