21.09.2015 / Comportamento / por

Print All Over Me: a comunidade que transforma a estética Tumblr em produto

Roupas para o Verão 16 da marca Fuzzco para o Print All Over Me
Roupas para o Verão 16 da marca Fuzzco para o Print All Over Me

Imagine um Etsy formado por jovens designers inspirados por comunidades online como Tumblr e Instagram. Assim é o Print All Over Me (PAOM), plataforma criada pelos irmãos Jesse e Meredith Finkelstein onde pessoas criativas transformam ideias virtuais em objetos reais. Tanto que o lema deles é: “from url to irl (in real life).

Eles já eram muito conhecidos pela comunidade que transita no Tumblr, mas recentemente ganharam notícias em jornais como “NYT” e sites de moda por conta da linha de roupas do próprio Tumblr, apoiador da semana de moda de Nova York, que está sendo vendida somente através do PAOM.

Lá você pode criar, vender, compartilhar, se relacionar e comprar peças que vão de almofadas com a cara de Kanye West e mochilas com o rosto de Steve Buschemi a jaquetas de neoprene com uma estampa com o nome “Alien Encounter”. Veja aqui como criar sua peça

A ideia inicial é transformar o design em algo que qualquer pessoa possa fazer e ter acesso. Como Jesse disse à Forbes, “é um e-commerce de Tumblr”. De fato, tem muito dessa estética, do espírito do Tumblr transformado em peças de vestuário.

É super fácil de usar; basicamente, qualquer um com internet pode criar sua “lojinha” sem complicações. Cada designer tem sua própria página dentro do site para expor seus produtos e contatos e, assim como nas redes, pode curtir e ser curtido e iniciar uma relação dentro da comunidade PAOM.

A cada três meses, Jesse lança uma série de silhuetas e os designers pensam na estampa para aquelas peças. Eles recebem 20% da venda, enquanto o PAOM se respknsabiliza pela produção, impressão, corte e costura. As roupas são produzidas somente após o pedido.

Em um ano de site, eles contabilizam milhões de uploads de designers e amadores do mundo inteiro estampando mochilas, vestidos, camisetas, moletons, leggings, shorts… Os números são mesmo enormes. Entre em Mochilas e você terá mais de cinco mil exemplares. Bolsas? 2.700. E por aí vai. Por isso, é fundamental fazer uma curadoria que o ajude a filtrar os muito produtos não tão legais que também existem. É uma quantidade quase interminável de estampas e peças, umas mais divertidas, outras menos. E todas têm um preço padrão, tipo todas as totes de verão saem por US$ 90; ebobags por US$ 38, clutches de neoprene por US$ 72.

O perfil do Instagram é um bom caminho para conhecer alguns dos “vendedores”. Os top sellers ganham colaborações especiais, que ficam na sessão Colabs, outro tipo de filtro. Normalmente os melhores designes ganham destaque no site, graças ao trabalho de curadoria que a equipe faz. Mas você também pode esquecer da vida, se jogar por horas e devorar cada categoria masculina, feminina e de casa. Basicamente, pense em qualquer estampa, pense na estampa dos seus sonhos e que você nunca encontrou, lá você vai achar.

Jesse trabalhava com design de moda e Meredith em ciência da computação. Mas sua família sempre teve pequenas fábricas em Georgia e Nova Jersey que produzem objetos de decoração. Eles viajavam muito com os pais para China e Índia para pesquisar materiais e produção e viram de perto as dificuldades e burocracias pela qual um produto passa, do desenho até ficar pronto de fato.

A ideia do PAOM surgiu da constatação de que há muita divisão entre os designers e os fornecedores.

O PAOM está baseado em Nova York e faz parte de um projeto do New Museum.


Relacionadas


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×