20.09.2018 / Models / por

"Trocar de roupa na frente dos outros é bizarro e humilhante", diz modelo Edie Campbell

A modelo inglesa Edie Campbell / Reprodução
A modelo inglesa Edie Campbell / Reprodução

Em plena temporada de moda, a modelo inglesa Edie Campbell deu uma entrevista a BBC Radio 4 em que pede às marcas que providenciem locais adequados para as modelos trocarem de roupa durante os desfiles. Ela descreveu o ato de se trocar na frente de dezenas de pessoas como “bizarro, desconfortável e humilhante”.

Edie é uma das modelos mais in demand atualmente, mas ela já trabalha há 12 anos – desde os 15 – para marcas como Chanel, Prada e McQueen. Ela está mais do que acostumada aos ambientes de estúdio e desfiles e sempre se mostrou ativa no que diz respeito aos direitos das modelos. Mas o desconforto de estar sempre nua na frente de muitas pessoas desconhecidas não passa e ela explica o por que: “é lotado de gente, e todas as partes da produção: beleza, stylists, PRs, jornalistas, fotógrafos, assistentes de produção, pessoal do catering, todo mundo que você pode imaginar”, disse à rádio.

Chega em um momento e isso vira algo normal na vida das modelos. Foi só quando, nesta semana de moda de Nova York, algumas marcas passaram a ter uma área privada para as modelos se trocarem que ela percebeu o quão desagradável era para as meninas se trocar na frente dos outros. “Foi nesse momento que me dei conta o quanto era bizarro e desconfortável, até humilhante, a ser incentivada e forçada a se trocar na frente de todo mundo”.

Assim, com modelos como Edie com a coragem de expor os problemas da profissão, é que surge uma janela para a mudança.


Relacionadas


Veja Também