27.02.2020 / Sustentabilidade / por

Bureau Betak e os 10 mandamentos para produzir um desfile sustentável

Desfile de Verão 2020 da Jacquemus, produzido pelo Bureau de Betak / Reprodução
Desfile de Verão 2020 da Jacquemus, produzido pelo Bureau de Betak / Reprodução

Não faz nem um ano quando publicamos aqui o efeito devastador que o desfile de Verão 2020 da Saint Laurent causou ao usar uma praia de Malibu como cenário.

De fato, o tanto que já se falava de sustentabilidade na moda acaba sendo direcionado mais a questões relacionadas a cadeia de fornecedores, a escolha de materiais e aumento de sobrevida das roupas. Mas e os desfiles? Especialmente os realizados por grandes marcas de luxo com budget para criar 15 minutos de uma experiência que pode perdurar por anos na nossa memória. O desfile ainda é uma das mais fortes ferramentas de marketing da moda, mas qual o preço disso?

Descarte de cenários, acúmulo de lixo causado por embalagens plásticas, restos de catering, impressão do convite que será jogado no lixo, excesso do uso de energia elétrica e viagens de avião por parte de convidados, modelos e outros profissionais são apenas alguns dos pontos que podemos destacar.

Portanto, os produtores de eventos e desfiles não podem ficar de fora desta discussão e deste momento em que ao menos parte da indústria se esforça para mudar o mindset. Quem sai à frente é o Bureau Betak, a empresa por trás de desfiles como Dior, Marc Jacobs, Rodarte, Jacquemus e Tommy Hilfiger. O fundador Alex de Betak é mestre em causar um efeito duradouro nas pessoas com desfiles que não duram nem meia hora.

A chave mudou quando ele percebeu o quão sustentável foi o desfile de Verã0 2020 de Jacquemus, aquele em meio à plantação de lavanda. Ele luz solar natural e cadeiras dobráveis fáceis de transportar, e também convidou principalmente convidados de Paris, e não de todo o mundo, que reduz as emissões de carbono baseadas em viagens.

No início deste ano, eles receberam a certificação ISO 20121, um selo internacional para gerenciamento de eventos sustentáveis. Como resultado, todos os projetos realizados pelo Bureau Betak (que tem sedes em Paris, Nova York e Xangai) serão projetados (da compra à produção) com uma abordagem mais sustentável ao meio ambiente.

A empresa também formará um comitê chamado Do Tank, que reunirá representantes de ONGs, diretores de marcas de moda e luxo e influenciadores comprometidos com a causa. “O Bureau Betak espera liderar pelo exemplo, de modo que a natureza efêmera dos eventos de moda se torne uma oportunidade para desenvolver e implementar um pensamento inovador e melhores práticas em todo o setor”, disse o comunicado.

O fundador Alex de Betak estabeleceu 10 “mandamentos verdes” que guiará sua equipe em todas as produções. Eles incluem uma política de plásticos de uso único zero, reciclagem de 100% dos resíduos de eventos e redução de 25% de suas emissões de CO2 até 2022.

“Os mandamentos que entram em vigor a partir de agora são: o design ecológico de tudo o que fazemos; a reutilização de tudo o que pudermos; o upcycling de todo material que dermos para associações; a reciclagem das sobras de tudo o que não pode passar por upcycling; zero plásticos de uso único; uso mais responsável da água; melhor distribuição de alimentos; viajar menos quando possível e a criar programas com o mesmo impacto na mídia, com menos pessoas viajando para eles. No final, comprometemo-nos a calcular 100% do carbono que usamos para compensar 100%”.

Desfile da Kenzo recém mostrado em Paris / Reprodução
Desfile da Kenzo recém mostrado em Paris / Reprodução

Um dos exemplos que Betak cita é o desfile da Kenzo, que marcou a estreia do português Felipe Oliveira Baptista como diretor criativo. O cenário será inteiramente reciclado ou reaproveitado após o desfile. “Trabalhei a vida toda fazendo algo que não é bom, mas que ficou para trás. Agora posso usar o meu trabalho para fazer o bem”, disse.

Essa iniciativa vinda por parte do mais celebrado produtor de desfiles do mundo é ambiciosa e corajosa pois representa um olhar profundo para dentro da empresa e uma adaptação às novas regras em momentos em que nem sempre você tem o controle da situação – no caso de um desfile, por exemplo, a marca contratante precisa estar na mesma sintonia.  Mas é uma iniciativa que pode inspirar produtores do mundo todo a seguir por este caminho, incluindo na conversa milhões de fornecedores que também terão que se alinhar. Antes tarde do que nunca é o mantra que precisa ficar piscando na sua mente.

Os 10 mandamentos do Bureau de Betak

– Integrar a sustentabilidade ao design e à produção de todos os eventos de moda.

– Reutilizar materiais durante toda a produção.

– Fazer upcycling e redistribuir para dar uma segunda vida à decoração e aos materiais.

– Classificar e reciclar resíduos.

– Eliminar o plástico descartável e instalar fontes de água.

– Oferecer refeições responsáveis e minimizar o desperdício de alimentos.

– Minimizar o uso de combustíveis fósseis.

– Viajar com eficiência e reduzir vôos não essenciais.

– Implementar compensação operacional de carbono.

– Doar 1% por cento em prol o planeta.

 


Relacionadas


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×