09.04.2020 / Arte / por

Covid Art Museum: o primeiro museu que nasce durante a quarentena

Já existe o Covid Art Museum, o primeiro museu do mundo que nasceu durante a quarentena do Covid19 mostrando a arte que tem surgido durante esses tempos.

Com os museus fechados e milhões vivendo a vida sem sair de casa, novas imagens estão surgindo para marcas esses tempos e também como um reflexo que mostra o impacto da epidemia em muitos artistas. E assim surgiu o CAM, pra reunir as pinturas, colagens, fotografias e montagens que têm surgido influenciados por esse momento.

Por trás da iniciativa, está o trio Emma Calvo, Irene Llorca e José Guerrero, de Barcelona. “Nosso critério de seleção é escolher obras que são feitas no período de quarentena, que transmitem e refletem o que todos nós estamos vivendo e sentindo”, explicam. “É por isso que não nos limitamos a nenhuma técnica. Postamos todos os tipos de arte, sejam ilustrações, fotografias, pinturas, desenhos, animações, vídeos etc”.

Os três publicitários já seguem regularmente um grande número de artistas e galerias, então sua tarefa de trackear essas artes e encomendar arte on-line foi muito mais fácil. Hoje, eles também recebem propostas de criativos de todo o mundo através do Instagram. “Encontramos mensagens de todos os tipos: muitos falam sobre amor e união; outros buscam conscientizar; alguns têm uma abordagem mais cômica e outros são simplesmente observações curiosas do novo cenário em que nos encontramos”.

No mínimo, no futuro, quando isso virar parte da historia do mundo, as pessoas poderão descobrir como os artistas se expressaram durante esse período.

 

 


Relacionadas


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×