FFW
newsletter
RECEBA NOSSO CONTEÚDO DIRETO NO SEU EMAIL

    Não, obrigado
    Aceitando você concorda com os termos de uso e nossa política de privacidade
    “Infinite Obsession”: exposição da artista japonesa Yayoi Kusama chega a São Paulo
    “Infinite Obsession”: exposição da artista japonesa Yayoi Kusama chega a São Paulo
    POR Camila Yahn

    Yayoi Kusama e a parceria que fez com a Louis Vuitton ©Reprodução

    Depois de passar por Rio de Janeiro e Brasília, a exposição “Infinite Obsession” (Obsessão Infinita), da artista japonesa Yayoi Kusama, chega a São Paulo. A mostra, uma retrospectiva do seu trabalho, abre para a visitação do público nesta quinta-feira, dia 22 de maio. Com 84 anos, a artista obcecada por bolinhas vive, por vontade própria, em uma clinica psiquiátrica em Tóquio desde 1977, onde cria e produz suas obras.

    Sua obsessão, que começou como uma doença antes de se transformar em arte com apenas 10 anos de idade, rendeu-lhe várias exposições, colaborações e premiações internacionais ao longo de sua carreira. Vítima de alucinações, Yayoi se mudou para Nova York em 1957 e no cenário artístico era contemporânea de Andy Warhol. Mas os dois seguiram caminhos opostos. Enquanto o rei da pop art atraía a atenção de patrocinadores poderosos, a jovem e obcecada artista japonesa ignorava esse mercado e marchava pelos direitos civis e das mulheres.

    Em um dos seus “happenings” em Nova York ©Reprodução

    Durante o tempo que passou nos Estados Unidos, Yayoi ficou conhecida por suas performances e happenings, como festivais de body painting, desfiles de moda e demonstrações anti-guerra, transformando o espaço público nova-iorquino em uma tela em branco. Em 1966 levou à Bienal de Veneza uma das suas performances mais famosas — Narcisus Garden —, composta por uma piscina de bolas espelhadas onde a artista mergulhava. A obra foi reproduzida no Instituto de Arte Contemporânea de Inhotim, em Minas Gerais.

    A instalação Narcisus Garden na Bienal de Veneza em 1966 ©Reprodução

    A instalação Narcisus Garden em Inhotim ©Reprodução

    No seu regresso ao Japão, em 1973, já com saúde debilitada, Yayoi se dedicou à escrita, publicando ao longo do tempo novelas, contos e poemas surrealistas. Continua a sua obra artística e ganha exposições só com os seus trabalhos nas mais renomadas galerias e museus do mundo. Entre 1998 e 1999, uma primeira (e gigantesca) retrospectiva esteve exposta em Los Angeles e depois viajou para Nova York e Tóquio. Em 2011, Yayoi ganhou outra retrospectiva homônima do seu trabalho, desta vez na Europa, em Madri, Paris e Londres.

    A exposição que percorre a América Latina é composta por uma centena de obras, cobrindo o período de 1949 a 2012, e foi inaugurada no museu Malba, em Buenos Aires, em junho de 2013. Veja abaixo o filme feito para a ocasião, divulgado pelo Nowness:

    Yayoi Kusama “Infinite Obsession” @ Instituto Tomie Ohtake
    De 22 de maio a 27 de julho de 2014
    Rua Coropé, 88, Pinheiros, São Paulo/SP
    O instituto fica aberto de terça a domingo, das 11h às 20h
    Entrada gratuita

    Não deixe de ver
    Por dentro da exposição do Met 2024
    Zendaya e seu segundo look para o Met Gala 2024
    Anna Wintour usa Loewe para o Met Gala 2024
    Pabllo Vittar em collab com a Pornograffiti, os novos modelos da Rolex, a bebida especial da Melissa e muito mais
    Por trás do figurino de ‘A Loja de Atrocidades’
    Coletivo da Amazônia pinta mural no principal Pavilhão da Bienal de Veneza
    Gisele Bündchen no Rio para o lançamento de seu segundo livro, a nova diretora criativa da Bulgari, o brasileiro vencedor de prêmio da Chanel e muito mais
    Gabriel Massan: o artista brasileiro que saiu da Baixada Fluminense para os palcos de Madonna
    Musical ‘A Loja de Atrocidades’ reúne Som, aromas, visuais e performances
    Maxwell Alexandre assina colaboração com a estilista Angela Brito
    FFW