24.02.2020 / Moda / por

Power move: Prada contrata Raf Simons como co-diretor criativo

Miuccia Prada e Raf Simons. Foto: Reprodução
Miuccia Prada e Raf Simons. Foto: Reprodução

O mundo da moda acordou neste final de semana de carnaval com uma notícia de grande impacto. Em entrevista coletiva em Milão, Miuccia Prada anunciou a contratação de Raf Simons para o novo e inédito cargo de co-diretor criativo da Prada, confirmando rumores que já vinham circulando entre profissionais do setor e imprensa. Algumas referências às coleções de Raf na última coleção masculina da Prada acenderam ainda mais esses rumores que veio a se confirmar.

Raf comandará a criação das coleções da marca em igual posição de decisão criativa com Miuccia, que está na direção criativa da Prada desde 1978, quando a marca ainda era dedicada totalmente às malas de viagem. A primeira coleção, de Verão 2021, co-assinada pela dupla, será revelada em setembro, durante a semana de moda de Milão.

“A Prada é uma marca pela qual tenho tido interesse durante toda minha vida. Eu mal posso esperar para começar a expressar esse diálogo que terei com Miuccia e seu time”, disse Raf durante a entrevista que anunciou a novidade.

“Nós precisamos re-olhar para como a criatividade pode evoluir no sistema atual da moda”, Raf Simons

 

Raf, que tem o mesmo stylist da Prada, Olivier Rizzo e costuma trabalhar com o mesmo fotógrafo, Willy Vanderperre, em suas campanhas, continua como diretor criativo de sua marca própria, dedicada ao masculino.

Segundo o site Business of Fashion, Raf chega à marca em um momento de grande desafio em relação aos negócios. “A percepção de marca é muito maior do que o volume de vendas indica ( o grupo Prada reportou um faturamento de €1.57 bilhões na primeira metade de 2019). A empresa, que tem suas ações listadas na Bolsa de Valores de Hong Kong, é das marcas mais aclamadas pela crítica especializada e um nome poderoso entre os consumidores, porém com uma serie de erros na estratégia de preços até a chegada tardia da Prada ao e-commerce e no boom dos sneakers.”

Segundo fontes próximas, esse passo deve indicar o início do plano de sucessão da empresa, mesmo que o diretor executivo (e marido de Miuccia) Patrizio Bertelli tenha negado qualquer conversa em torno de uma negociação para a venda da marca com outros grupos como LVMH e Kering nos últimos anos.


Relacionadas


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×