28.11.2019 / Moda / por

O papel do estilista e a importância da independência segundo Raf Simons

raf simons e alexander fury no fashion talks flandres. reprodução
raf simons e alexander fury no fashion talks flandres. reprodução

No último dia 21, o Distrito Criativo de Flandres, na Bélgica, realizou a 4a edição do Fashion Talks. O evento de um único dia aconteceu no histórico prédio da antiga bolsa de valores da Antuérpia, local seminal para a moda belga já que ali foram desfiladas as primeiras coleções do grupo Antwerp Six nos anos 80.

Nomes como Raf Simons, Glenn Martens (Y-Project), Christopher Morency (do site Highsnobiety), Stavros Karelis (da loja Machine-A) e Leila Fataar (do Platform 13) foram alguns dos nomes convidados deste ano para apresentar a visão de cada um sobre o futuro da indústria da moda.

Raf Simons, headliner do evento e nome mais aguardado, conversou com o jornalista e crítico de moda Alexander Fury sobre o estado atual da indústria da moda do ponto de vista dos estilistas. Foi a primeira entrevista de Raf após deixar o comando criativo da Calvin Klein em 2018.

Confira abaixo as principais falas do estilista para uma platéia de 800 pessoas, entre profissionais do setor e estudantes.

A MODA HOJE É POP

“A explosão digital colocou muita pressão nos designers. Eu senti isso na Dior, onde a pressão era muito pesada.”

“O tempo em que o estilista ficava isolado em uma bolha criativa, como a que testemunhamos ao longo do século 20, praticamente acabou.”

“Moda é o novo pop, segundo meu amigo e fotógrafo Peter De Potter – e acho que é verdade. A moda se tornou pop no significado geral da palavra.”

“Pop no sentido de que muitas pessoas da indústria da música pop se tornaram designers de moda hoje em dia, mas também pop no sentido moderno, que significa ‘popular’. Moda era muito mais nicho quando eu comecei. Muitas pessoas tinham quase um medo de se tornar estilistas, pois isso não era visto como algo respeitável.”

INDEPENDÊNCIA

“Grandes marcas que trabalham com diretores criativos, trabalham em constante fluxo – e o poder de um designer dentro de uma marca se tornou cada vez menor. Eu não percebi isso quando estava trabalhando na Jil Sander. Ocorreu para mim, quando eu comecei na Dior. A maioria das grandes marcas hoje é impulsionada pelo marketing e pelo crescimento. Por isso para mim, a independência é essencial.”

“Eu luto para proteger minha marca, para mim e, mais ainda, para as pessoas que trabalham comigo.”

f74f228bfdf52054ddf32a745b2d7e172950608

O VALOR Do DESIGNER x vendas

“Quando você lê uma crítica de moda hoje, elas geralmente julgam a coleção de um estilista do ponto de vista econômico. Acho isso muito frustrante para todos, e não acho que seja certo. Às vezes vejo uma coleção muito ruim e ela é elogiada apenas porque os negócios da marca estão indo muito bem.  O crescimento financeiro não é um critério para julgar um designer e a legitimidade criativa não deve estar ligada ao sucesso das vendas.”

“Ser designer não tem nada a ver com o volume de audiência que você tem ou o número de lojas para as quais está vendendo suas coleções. O papel do designer de moda é unicamente criar… Criar desejo, criar uma paisagem para si mesmo onde você possa dialogar com um público que pode se relacionar com esse desejo. É um diálogo não físico constante.”

SOBRE OS JOVENS ESTILISTAS

“A nova guarda dos estilistas não deve ter medo de revolucionar o sistema de moda atual. Os designers não devem temer a geração. Os designers devem promover as gerações mais jovens, porque é isso que ativa, estimula e mantém a indústria da moda funcionando.”

A noite foi encerrada com a cerimônia de entrega do prêmio Belgian Fashion Awards, que tem por objetivo promover os novos talentos da moda belga. Entre os premiados deste ano, Christian Wijnants recebeu o prêmio de designer do ano, e Namacheko o de  novo talento.


Relacionadas


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×