Das inspirações ao convidados, o que foi destaque no desfile Cruise 2017 da Louis Vuitton no Rio

©Agência Fotosite
©Agência Fotosite

Welcome to Rio

Os convidados internacionais começaram a chegar na quinta, hospedados entre Fasano, Copacabana Palace e Caesar Park. Foram oferecidos passeios de helicóptero, visitas ao Corcovado e à Santa Teresa e passeios para conhecer a arquitetura do Rio. Também fizeram parte do programa um jantar no Rubayat, de frente pra pista de corrida do Jockey Club, e um brunch na piscina do Fasano.

+ Veja a coleção completa do Cruise 17 da Louis Vuitton no Rio

desfile louis vuitton cruise rio niteroi
O Museu de Arte Contemporânea, locação do Cruise 17 da Louis Vuitton ©Agência Fotosite

Locação sensação

Nicolas Ghesquière é fã de Oscar Niemeyer. Não foi uma surpresa ele ter escolhido o MAC como locação, o que é ótimo para o museu, que é tão mal aproveitado. A Louis Vuitton doou R$ 1.5 milhão ao MAC e vai patrocinar as próximas quatro exposições do espaço. “Admiro muito o poder da convicção de Oscar Niemeyer. Sua visão, sua radicalidade, até sua utopia. A possibilidade de apresentar uma coleção de moda em um espaço tão arquitetonicamente poderoso é uma experiência sensorial”, diz. De fato, foi uma experiência.

Os lindos bancos que foram usados viraram objeto de desejo dos convidados. Todos sentavam em uma imensa fila A curvilínea e, de qualquer lugar, a vista era linda. Certamente, a imagem das modelos descendo e subindo a rampa vai ficar guardada na mente de quem estava lá.

O desfile estava marcado para começar às 16h15, um horário estratégico que se ajustava com o início do por do sol.

Louis-vuitton-cruise-desfile-looks
Três looks desfilados que fazem referência a Hélio Oiticica ©Agência Fotosite

Inspiração

É muito interessante observar a maneira como Nicolas junta o seu olhar aos elementos da nossa cultura que o inspiraram. Em uma viagem de pesquisa ao Brasil, ele visitou Rio, São Paulo, Brasília e Inhotim e as referências de arte, arquitetura e lifestyle aparecem mescladas à sua própria visão da moda e ao que é importante para a Vuitton. Dois artistas especialmente inspiraram a coleção. Hélio Oiticica e seus parangolés, que aparecem em vestidos com capas e parkas leves como pipas, resultando em um dos melhores momentos da coleção.

O cearense Aldemir Martins (1922 – 2006) representou na coleção a vitalidade do Nordeste, vista nas combinações de cores que Aldemir usava para pintar suas obras de fauna e flora. Uma de suas pinturas mais famosas, “A Fera” (1969), uma homenagem à Pelé, aparece em uma bolsa com jogadores de futebol.

Em uma visita ao Masp, Ghesquière viu a exposição “Coleção Rhodia”, um acervo com 79 obras criadas nos anos 60 por artistas brasileiros. Como nos contou Alexia Niedzielski, fundadora da revista “System” e que acompanhou o projeto desde o início, a mostra foi o ponto de partida para a coleção.

As roupas trazem recortes, modelagens e sneakers de neoprene que fazem eco ao urbanismo futurista que encontra ecos na obra de Niemeyer. Ghesquière também olhou para as roupas de praia, para o sexy, natureza e misturou tudo em uma “hot mess”, como ele mesmo gosta de dizer. Aliás, a palavra preferida de Nicolas no Brasil é gambiarra, ou seja, ele entendeu tudo. E esse passeio por aqui resultou em um desfile com as roupas mais fluídas e com mais movimento, diferente do que ele vem fazendo desde que assumiu a direção criativa da Louis Vuitton. É uma coleção viva e contemporânea. “No Rio de Janeiro, o que mais vi foram o movimento e a energia explosiva que se situam em algum lugar entre o modernismo e a tropicalidade. Fiquei fascinado com a constante dualidade entre a natureza e o urbanismo e a explosão pictórica que ela cria. Para mim, a questão principal era como incorporar em minha coleção todos esses elementos que são parte da cultura brasileira, sem esquecer que sou apenas um visitante que traz suas próprias referências culturais parisienses e francesas ao momento”, ele disse em um comunicado oficial.

Na trilha criada por Michel Gaubert, a banda francesa Zombie Zombie.

+ Conheça os acessórios mais legais do desfile

vuitton-cruise-show-jaden-smith
Nicolas Ghesquière e Jaden Smith conversam após o desfile ©Camila Yahn/FFW

Nicolas Ghesquière

Após o desfile, ele recebeu parte da imprensa e alguns convidados em uma área no andar de cima do museu. Simpático, conversou e tirou fotos com jornalistas e clientes, sempre sorridente. Após um jantar com amigos próximos, como o fotógrafo Karim Sadli e a stylist Marie-Amelie Sauvé, ele foi a festa after-show da Vuitton no Parque Lage, onde ficou em uma área exclusiva junto aos outros convidados especiais, como Catherine Deneuve.

louis-vuitton-cruise-models
Viviane, Lorena, Angelica e Alexia, as brasileiras no casting ©Agência Fotosite

Casting

Quatro brasileiras desfilaram: Viviane Oliveira, Lorena Maraschi (que abriu o desfile da Prada), Alexia Bellini e Angelica Erthal (que reapareceu no desfile da Prada e está tendo um ótimo revamp na carreira). Elas já tinham desfilado para a marca no Inverno 17. Preferidas de Ghesquière, Fernanda Ly e Julia Nobis também estavam no casting. das nossas favoritas, a argentina Mica Arganaraz, que abriu o desfile, e Lineisy, da República Dominicana.

desfile louis vuitton cruise drone
Print do vídeo do desfile, filmado com drones ©Reprodução

Drones no ar

Alguns drones foram usados na filmagem do desfile, o que torna a experiência de assisti-lo muito interessante mesmo para quem estava lá, uma vez que a gente não tinha a visão aérea, geral e incrível que os drones captaram. No último andar de um prédio em frente ao museu, câmeras também haviam sido posicionadas.

Louis Vuitton
Jaden faz selfie com as fãs ©Agência Fotosite

Os fãs e os moradores

E quem morava ali na frente convidou os amigos para assistirem ao desfile de suas sacadas. Quase todos os andares tinham pequenos grupos vendo tudo de um lugar bem privilegiado! Nas ruas, uma multidão apareceu, em sua maioria adolescentes gritando “Jaden! Jaden! Jaden!”. Seu nome era entoado o tempo todo, até que finalmente ele apareceu lá para cumprimentar, agradecer as pessoas e fazer fotos.

Convidados

Louis Vuitton
Jaden, Catherine Deneuve e Alicia Vikander ©Agência Fotosite

Vieram ao Brasil Jaden Smith, Catherine Deneuve e Alicia Vikander, que ganhou o Oscar este ano por seu papel em “A Garota Dinamarquesa. Nós tivemos a oportunidade de estar com os três. Deneuve, eterna Bela da Tarde, sentou-se sozinha em seu lugar, acendeu um cigarro e lá ficou. Ninguém chegou perto, no sentido de que ela impunha uma barreira invisível. Já Alicia era a mais fofa, tirou foto com dezenas de fãs na porta do hotel, sempre com um sorriso doce no rosto. Jaden, que está na campanha da marca, é mais tímido, mas super educado. Ao FFW, ele disse que está adorando sua experiência no Brasil e que gostaria de voltar com mais calma. Grace Coddington e Tim Blanks também vieram. Do Brasil, entre as celebridades estavam Sabrina Sato e Cleo Pires. Segundo O BoF, estavam presentes 220 clientes que mais compram Louis Vuitton no mundo. Detalhe: 60% vem do Brasil.

+ Veja matéria com Alicia Vikander na FFW 41 

Festa

Após o desfile, os convidados foram levados para a festa no Parque Lage, locação incrível, aos pés do Cristo Redentor. Após o jantar, Michel Gaubert entrou no som, seguido da dupla Augusto e Milos, da Selvagem, que animou a festa, juntou todo mundo na pista de dança e fez Alicia Vikander dar um show na pista. Se você leu nossa entrevista com ela na FFW 41, sabe que ela é bailarina e poderosa. Não faltou champagne na festa que começou cedo e foi longe.


Relacionadas


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×