26.09.2018 / Moda / por

Hedi Slimane: "você não entra em uma marca para imitar o trabalho de seu antecessor"

hedilead

Contagem regressiva para o desfile mais esperado da temporada de Verão 2019 internacional: a estreia de Hedi Slimane na Celine, assumindo o posto que durante 10 anos foi de Phoebe Philo. O desfile acontecerá dia 28.09, às 15h30 (horário de Brasília) numa mega estrutura temporária montada nos Les Invalides, local onde Napoleão Bonaparte está enterrado, em Paris.

De fato, não é uma estreia qualquer. Primeiro porque a moda gosta de Phoebe Philo, a estilista inglesa com o mérito de ter acordado a Celine e a transformado em uma das marcas de ponta na pirâmide da moda. Seu legado de 10 anos e sua visão contemporânea para a mulher fazem parte do melhor da história recente da moda.

A entrada de Slimane, de uma certa maneira, significa o desaparecimento da era Phoebe na Celine – na Saint Laurent, tivemos alguns exemplos das mudanças radicais que ele provoca ao entrar em uma marca. Toda a história da Celine construída durante o período Phoebe Philo foi apagada do Instagram, dividindo fãs da marca que ainda hoje discutem por comentários no Instagram.

 

“O ESTILO É UMA DISCIPLINA FEITA DE RENÚNCIAS. É RECONHECER QUEM VOCÊ É E QUEM VOCÊ NÃO É.”

 

Slimane chegou dois anos após deixar a Saint Laurent para assumir as coleções feminina, masculina, alta costura e fragrâncias. Nesse hiato, ele desenvolveu um problema crônico chamado tinnitus, que são ruídos perturbadores no ouvido e que, no início, tiraram sua paz. “Passei por um período muito escuro com fases de ansiedade difíceis de aguentar. A ideia inimaginável de não saber mais o que é o silêncio era insurportável para mim”, ele disse em uma entrevista ao jornal Le Figaro.

O estilista raramente concede entrevistas, mas quando isso acontece, é sempre uma satisfação conhecer seu ponto de vista e ver como ele o defende radicalmente. Lúcido, hábil com as palavras e mestre em defender suas perspectivas, Slimane faz jus a sua especialização em literatura. A partir dessa entrevista fica claro que a Celine entra em uma fase nova e que para ele, é como se a marca estivesse começando do zero.

Abaixo, traduzimos os principais trechos da entrevista concedida ao jornalista Laurence Benaim ao Le Figaro .

Novo capítulo

“NA CELINE O PESO DO PASSADO NÃO É TÃO FORTE COMO NA DIOR OU NA SAINT LAURENT”

Você chega com uma história, uma cultura, uma linguagem pessoal que é diferente daquelas da marca. Você tem que ser você mesmo contra todas as probabilidades. Na Celine, o peso do passado não é tão forte como na Dior ou na Saint Laurent. Nós podemos nos libertar mais facilmente. Celine é uma visão de Paris, uma forma de vestir. Eu não quero me prender a nada. Não há restrição, não há um formato que é ligado a um legado super importante. A partir daqui, podemos formar um novo vocabulário. O importante é sempre o agora.

Reorganização dos ateliês da Celine

Foi essencial fortalecer os ateliês e adicionar um ateliê de alfaiataria para as coleções masculina e feminina. Nós também trouxemos expertises de modelagem e drapeado para roupas de noite e alta costura.

imagem do primeiro look postado hoje no Instagram
imagem do primeiro look criado por slimane postado hoje no Instagram

Sobre Phoebe Philo

Nossos estilos são identificáveis e muito diferentes. Nossa visão é naturalmente distinta. Além disso, você não entra em uma marca para imitar o trabalho de seu antecessor, muito menos assumir a essência do seu trabalho, seus códigos e elementos de sua linguagem. O objetivo também não é ir para o lado oposto. Isso seria uma má interpretação. Respeito é preservar a integridade de todo mundo, reconhecer as coisas que pertencem à outra pessoa com honestidade e discernimento.

Sua visão de moda

“TUDO O QUE FAÇO É TUDO O QUE EU SOU”

Minha percepção da moda sempre foi influenciada por um certo classicismo e o legado da couture, o espírito de Paris, onde eu nasci e cresci. Descobri meu estilo há mais de 20 anos. Ele passa por uma linha, um traço, uma estética, uma silhueta que tenho perseguido obsessivamente desde então e que define quem eu sou. Tudo o que faço é tudo o que sou.

 


View this post on Instagram

CELINE INTRODUCTION CAMPAIGN NEW YORK SEPTEMBER 2018 ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ #CELINEBYHEDISLIMANE

A post shared by CELINE (@celine) on

Celine sem acento

Não se trata de marcar meu território, ao contrário. Todos os fundamentos devem ser considerados cuidadosamente sem perder de vista o objetivo a longo prazo. Tem a ver com colocar a igreja de volta no centro do vilarejo. É ortodoxia, simplesmente. Instalar elementos de linguagem que estão enraizados na história original da marca, retornar a um alinhamento gráfico e arquitetônico é essencial ao projeto. Você não agita as coisas evitando fazer onda. Quando não há debate significa que não há opinião.

Silhueta

Sempre interpretei a ideia de masculinidade como sendo incorporada de outras maneiras além do corpo, dos músculos, os lugares comuns da virilidade. Eu sempre me interessei pelos primórdios, na ideia do primeiro traje, o prazer e o desejo de uma primeira jaqueta, uma jaqueta para sair à noite, algum tipo de alfaiataria para o homem longe das restrições e convenções do terno de um banqueiro. Tudo isso envolveu uma redefinição dos códigos e da silhueta.

A relação com a mãe

Eu sempre fui cercado por tecidos. Sentado em rolos de flanela, eu esperaria por minha mãe por horas e horas a fio. Quando era adolescente, tudo ficava grande em mim. Com algumas exceções – um blazer da Ivy League que comprei em um mercado de pulgas em 1980 e um terno da Savile Row que achei em Notting Hill quando tinha 18 anos – era impossível encontrar uma jaqueta perfeita. Eu flutuava em todas as peças. Todas as roupas eram “boxy” para mim.

Minha mãe sabia cortar casacos e os que ela fazia para mim eram perfeitos. Venho de uma família de alfaiates de Pescaro, região de Abruzzo, na Itália. Talvez, fazer esse trabalho seja uma maneira de continuar essa tradição familiar.

Os novos posts no Instagram da Celine

Essas são as primeiras impressões, uma galeria de retratos, de uma geração. O retrato fotográfico sempre precede a moda que eu crio. Eu não sou sensível à beleza, mas a energia e personalidade.

A importância do casting

“ESTILISTAS NÃO SÃO NADA SEM SEUS MODELOS”

Hoje, tem meninas e meninos que vêm ao ateliê experimentar as novas roupas todos os dias: eles são nossos cúmplices. Eu os admiro e sua presença é crucial. Casting é a chave de tudo. Estilistas não são nada sem seus modelos. Eu os vejo como artistas. Eles têm a capacidade de transformar, transcender, dar vida às nossas criações. Se um vestido que eu particularmente adoro não tem um corpo que o use, ele não vai entrar na passarela porque não está incorporado. Esse projeto com a Celine é uma aventura coletiva, uma comunidade de personalidades fortes. É um trabalho de equipe: o estúdio, os ateliês e as modelos.

Juventude

“ESSE TERMO MILLENNIAL , VINDO DAS ESCOLAS DE NEGÓCIOS E SEMPRE DESCRITO COM ESTATÍSTICAS E NÚMEROS, É ENTEDIANTE”

Sempre fotografei, documentei e vesti os jovens. Tem sido o coração de tudo o que eu faço, na fotografia e na moda. Eles reinam nas minhas passarelas, marca após marca. Esse termo millennial, usado como uma descrição de uma escola de negócios e sempre descrito com estatísticas e números, é entediante. A juventude de antes era tão interessante quanto essa de hoje e a próxima será igualmente importante.

Juventude é graciosidade, liberdade de expressão e imprudência. Juventude, ao mesmo tempo, pode estar nos leões das grandes avenidas, nas caves de Saint-Germain e nas salas de aula da Sorbonne. Todos os jovens do mundo são diferentes e, no entanto, parecidos. Não importa o tempo na história, eles são essa energia pura, a exaltação de cada momento e a emoção à flor da pele, vivendo suas vidas a toda velocidade.

Sua doença

Assim como muita gente, eu tenho um caso severo e crônico de tinnitus. Aconteceu há mais de um ano quando comecei a ouvir zumbidos obsessivos e persistentes uma manhã. Fui a muitos especialistas nos Estados Unidos e na Europa, mas não há cura. Esse zumbido, aparentemente, vem de um transtorno de stress pós-traumático.

Primeiramente, ele saiu fora de controle e eu passei por um período muito escuro, com fases de ansiedade difíceis de suportar. A ideia inimaginável de não saber mais o que é o silêncio era insurportável para mim. Era um sofrimento diário e graças a Deus meus amigos me ajudaram muito. Eu consegui me levantar novamente e lidar com essa dor todos os dias. Tive que aprender a viver com isso.

Definição de estilo

O estilo é uma disciplina feita de renúncias. É reconhecer quem você é e quem você não é. É algo que está em você e que é mais forte que você. E finalmente, um estilo é sempre conectado a um tempo, um período e pessoa com ele.

Sobre redes sociais

“SERÁ QUE O MUNDO NÃO IRÁ SE CANSAR DESSA EMULAÇÃO DA REALIDADE, DESSA BUSCA PELA FAMA CIBERNÉTICA EM QUE QUANTIDADE É O QUE IMPRESSIONA AS MULTIDÕES ?”

Eu realmente gosto do Instagram quando se trata de engajamento e projetos artísticos. É uma plataforma que, sem dúvida, promove a descoberta de novos talentos e o compartilhamento de ideias inovadoras. Eu não tenho nenhum perfil em redes sociais, não tenho uma conta pessoal no Instagram. Eu entendo a euforia, mas para mim, a privacidade parece ser o último luxo a ser preservado. Essa selfie-mania é um assunto antropológico em si mesmo. é interessante ver o que isso se tornará a longo prazo.

O Instagram criou algumas convenções na representação codificada da felicidade, com essa ideia de vida perfeita onde todo mundo voa em aviões particulares e acorda impecavelmente maquiada. Será que o mundo não irá se cansar dessa emulação da realidade, dessa busca pela fama cibernética em que quantidade é o que impressiona as multidões? Percebo como deve ser difícil crescer em um mundo de curtidas quando você não é o menino ou menina mais popular da escola.

Seu lema

Aguente firme. Seja qual for o propósito, as opiniões, o barulho… A chave de tudo é preservar o encantamento.

 


Relacionadas


Veja Também

Assine a Newsletter do FFW

Receba semanalmente no
seu e-mail nossos conteúdos
especiais e exclusivos

×