Raf Simons deixa direção criativa da Dior

RAF SIMONS NO FINAL DO DESFILE DA DIOR, NO INÍCIO DO MÊS, EM PARIS ©Divulgação
RAF SIMONS NO FINAL DO DESFILE DA DIOR, NO INÍCIO DO MÊS, EM PARIS ©Divulgação

Surpresa geral: Raf Simons deixará a direção criativa da Dior. O anúncio oficial foi feito nesta quinta-feira (22.10) por Sidney Toledano, diretor executivo da maison. Hoje, no fim do dia, a assessoria de imprensa da maison no Brasil enviou um comunicado, em que Raf Simons diz o seguinte:

“Após uma longa e cuidadosa reflexão, decidi deixar minha posição como Diretor Criativo de Coleções Femininas. É uma decisão baseada inteiramente em meu desejo de focar em outros interesses de minha vida, inclusive minha própria marca, e as paixões que me movem além do trabalho. Christian Dior é uma empresa extraordinária e foi um privilégio imenso ter tido a oportunidade de escrever algumas páginas deste livro magnífico. Gostaria de agradecer ao Sr. Bernard Arnault pela confiança que depositou em mim, dando-me a incrível oportunidade de trabalhar nesta bela casa rodeado pelo mais fantástico time com o qual alguém poderia sonhar. Também tive a sorte de, nos últimos anos, desfrutar da liderança de Sidney Toledano. Sua direção, sempre atenciosa, sincera e inspiradora, ficará como uma das experiências mais importantes de minha vida profissional.”

Segundo Cathy Horyn, na The Cut, tanto Toledano quanto Bernard Arnault, presidente do grupo LVMH (do qual a Dior faz parte) já sabiam da decisão do estilista há meses, antes mesmo do mais recente desfile da marca na semana de moda de Paris, no dia 2 de outubro – o último de Simons para a Dior -, mas estavam tentando dissuadí-lo da ideia. “Bernard Arnault e Sidney Toledano respeitam a decisão de Raf Simons e agradecem de forma calorosa pela contribuição criativa excepcional que ofereceu à Maison Dior”, afirma a declaração oficial de hoje.

Desde abril de 2012 à frente da Dior, Simons imprimiu um novo olhar à marca, totalmente diferente do estilo de seu antecessor, John Galliano (também muito bem-sucedido, até ser demitido por declarações antissemitas), e que resultou em um aumento nas vendas de 60% desde 2011 (um pouco antes de assumir), segundo a The Cut.

Quem será o novo diretor criativo da Dior? Qual rumo tomará a marca? Para onde irá Raf Simons? A seguir, cenas do próximo capítulo da grande saga do mercado fashion.


Relacionadas


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×