18.06.2019 / Comportamento / por

TikTok: com 500 milhões de usuários, é a rede que mais cresce no mundo hoje

captura-de-tela-2019-06-18-as-09-17-30

Se você tem menos de 30, é bem provável que já tenha ouvido falar de TikTok. Esse nome gostoso de pronunciar é uma das redes sociais que mais cresce no momento, com 500 milhões de usuários globais.

O TikTok é uma evolução do Musical.ly, app de música e video lançado em 2014 que transformou adolescentes de 13, 14 anos em celebridades com videos de lip synching. Uma empresa chinesa lançou o TikTok em 2016 primeiramente na China, como Douyin e o introduziu no Ocidente como TikTok um ano mais tarde ao mesmo tempo em que comprava o Musical.ly – as duas plataformas foram combinadas em agosto do ano passado. Então, muitos dos usuários já vem do Musical-ly, mas é a combinação deles que o tem transformado em um gigante.

Basicamente, o aplicativo permite que você grave videos de 15 segundos dublando uma música (tem várias a disposição, a maior parte hinos pop) ou fazendo uma cena com a ajuda de diversos efeitos visuais e sonoros. É um ambiente mais divertido e menos polido que o Instagram – a geração Z abraçou com força (66% dos usuários tem menos de 30 anos, sendo que o público principal tem entre 16 e 18 anos) e as marcas e anunciantes estão indo atrás.

Grifes como Burberry e Calvin Klein já criaram suas contas, mas ainda com pouco engajamento. Como comparação, a Burberry tem 21 mil fãs no TT e 14 milhões de seguidores no Instagram. “É importante para a Burberry ir onde nosso consumidor está. Nós pensamos muito antes de entrar no TikTok… Nós queríamos algo que realmente se encaixasse no espaço, e seria sobre uma educação mais ampla do consumidor e convidar as pessoas para o nosso mundo”, diz um porta voz da marca em um artigo no BoF.

Apesar dos usuários mais populares do TikTok, como Jacob Sartorius e as gêmeas Lisa e Lena, postarem conteúdos vazios e darem a impressão de que movimentos como o feminismo e o empoderamento da cultura negra ainda não chegaram ao app, o TT achou uma brecha entre profissionais como enfermeiras, bombeiros, policiais e vendedores que entraram na brincadeira simplesmente pela diversão.

Um dos exemplos é Cameron Campbell, um cara de 24 anos que aprendeu a dançar assistindo videos no YouTube. Na época do Musical.ly, ele fazia clips dançando na garagem, no quarto e na calçada. Até que no final do ano passado, ele arrumou um emprego no Walmart. No depósito da loja, ainda de uniforme, ele fazia coreografias que postava no aplicativo com a hashtag #CameronFromWalMart, que o rendeu mais de um milhão de seguidores (por alguma razão sua conta foi banida e seu perfil atual tem 74 mil fãs). Para ele, foi o uniforme que o ajudou a se destacar. “Quando eles veem alguém dançando do jeito que eu faço, é tipo, ‘meu Deus, esse é apenas um cara do Walmart e ele está arrasando!'”, disse ao Washington Post.

O mesmo acontece com policiais, encanadores, bombeiros ou famílias que fazem videos juntos em casa. No TikTok você vê um senhor encanador de macacão parando de mexer em um cano para fazer uma dança engraçada; policiais dublando músicas em uma pausa no serviço, desafios entre bombeiros que têm 30 segundos para vestir seu uniforme ou que criam coreografias em seus momentos de folga. É uma verdadeira festa normcore onde os convidados enaltecem sua essência e parecem satisfeitos com ela, ao contrário do exibicionismo que rola no Instagram em que as pessoas têm uma estrutura por trás de videos e tutoriais.

Vale destacar também a interface chamada dueto, uma ferramenta que permite que os usuários respondam a um video em uma tela dividida.

A primeira sensação é que a popularidade do TikTok vem por causa de sua natureza divertida; ele não causa raiva nem polaridades como o Facebook, por exemplo. Essa é  uma visão geral já que, como todas as grandes plataformas, há muito a ser descoberto e há comunidades diversas atuando.

Dados (segundo o Influencer Marketing Hub)

TikTok foi o aplicativo mais baixado de 2018 na loja global da Apple Store.

Na Tailândia, as pessoas baixaram mais de 10 milhões de vezes, sendo que sua população é de 68 milhões de pessoas. na India, há 20 milhões de usuários ativos; na China… 150 milhões.

Reprodução
Reprodução

Hoje, é a quarta rede em termos de usuários, atrás apenas do Facebook, YouTube e Instagram.

O aplicativo está disponível em 75 línguas.

Usuários já gastaram mais de US$ 50 milhões em compras do TikTok; 42% da receita vem dos Estados Unidos

Reprodução
Reprodução

 

 


Relacionadas


Veja Também

Assine a newsletter do FFW

Seja o primeiro a ter acesso a conteúdos exclusivos. Nós chegaremos ao seu email semanalmente quando tivermos algo realmente cool e relevante para dividir.

×